Blue Flower

Estrada Imperial Real - grata surpresa

 

Hoje, 04/06/2021, firme em minha resolução de fazer meus exercícios em Goiás Velho respeitando o devido distanciamento social, resolvi subir a trilha do Morro das Lajes. Conforme esperado, não encontrei ninguém, estava sozinho no morro.

A trilha tem seu início junto da Estrada Imperial Real, atrás da Chácara do Bispo e termina no Beco do Chupa Osso. São cerca de 2.000 m com muitas pedras (lajes) e com um razoável grau de inclinação. Tem a melhor vista da Cidade de Goiás que conheço, e oferece como brinde a imponência da Serra Dourada ao fundo. O caminho não está demarcado com a clareza que merece, mas compensa o esforço da subida, de um lado a vista da cidade e, do outro, a vista de morros ainda cobertos por vegetação. Simplesmente lindo, exuberante.

Mas o que me motivou a postar este artigo no blog hoje foi a surpresa que encontrei ao chegar na Estrada Imperial Real, no ponto onde começa a trilha do Morro das Lajes: há 15 dias publiquei aqui sugestões relacionadas à manutenção e melhoria da Estrada, e hoje a encontrei com o mato roçado, trilha limpa para caminhar, bom demais!, muito mais agradável que no meio do mato. Resolvi estender um pouco minha caminhada pela Estrada com o objetivo de ver até onde haviam limpado: quase até a metade do caminho, e só na trilha principal.

O que foi feito não é muito, mas é significativo, denota a preocupação do Poder Público da Cidade de Goiás em manter em bom estado algo de bom que fizeram na cidade. Com a trilha limpa, ficaram mais visíveis alguns recortes nas pedras da antiga Estrada, muros de arrimo, pontes de pedra muito bonitas. Algumas dessas pontes e muros estão desmoronadas, em alguns pontos é visível a necessidade de limpeza de bacias de contenção da água. Mas destacou a beleza do que existe lá, e confirmou minha suspeita sobre o potencial da trilha que, com um pouco de atenção e divulgação adequada, tende a se tornar mais uma ótima opção de lazer e contemplação para os moradores da cidade e para os turistas que, certamente, estão ávidos por tomar a cidade assim que o COVID-19 permitir.