Print

Caminho das Missões

As Reduções Guaraníticas erguidas pelos Padres Jesuítas na América do Sul foram uma experiência espetacular que durou 160 anos, entre os séculos XVII e XVIII, e atingiram desde a Argentina até a Bolívia, passando pelo Sul do Brasil (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), Uruguai e Paraguai. Tem uma história extensa, contando com muitos povoamentos, conflitos com Bandeirantes (na época eram chamados simplesmente paulistas) que queriam escravizar os índios que já havia sido “amansados”, fugas, e até guerras, como o massacre dos Sete Povos das Missões realizado por Portugueses e Espanhóis.

Um excelente relato, ainda que bastante resumido, sobre as Missões Jesuíticas/Reduções Guaraníticas, é encontrado em https://www.uol.com.br/nossa/noticias/bbc/2021/06/05/a-vida-nos-assentamentos-jesuitas-no-seculo-16-chamados-de-triunfo-da-humanidade.htm.

O Caminho das Missões é um roteiro através da região que era abrangida por essas Reduções, um caminho internacional de 750 km, que passa por Paraguai, Argentina e Brasil num roteiro de 29 dias, e um caminho brasileiro, de 338 km em 14 dias, passando pelos Sete Povos das Missões “brasileiros”, com trechos entre 12,5 km e 31 km. Existe um site que fala sobre o Caminho brasileiro: Rota Missões de forma bastante superficial, porém não tem explicações sobre como fazer o Caminho desacompanhado. Uma possibilidade é contatar a Agência de Turismo Caminho das Missões.

O Caminho das Missões brasileiro passa por:

 O percurso brasileiro passa por três Patrimônios Nacionais:

além de um Patrimônio Cultural da Humanidade:

 

O Caminho Internacional das Missões passa por:

 

 São sete Patrimônios Mundiais visitados no Caminho Internacional:

 

Veja também:

Rota das Missões

Caminho das Missões

Site do Vaticano - Caminho das Missões